• cabestany_no_dragao_n

    Cabestany já conhece o Dragão Caixa

  • (Foto: Mais Futebol)

    Benfica derrota Sporting, e conquista a “dobradinha”!

  • ABC de Braga perde final da Challenge Cup

    E a Taça ficou na Roménia: ABC terminou o jogo com muitos protestos…

  • OLIVEIRENSE vs SPORTING - 2014/15 - JOGO - 2a MAO - QUARTOS DE FINAL - TACA CERS

    Benfica e Sporting na final, 21 anos depois!

Melhores Marcadores

  • 1
    Pedro Cruz - Águas Santas / Milaneza
    192
  • 2
    Pedro Sequeira - Passos Manuel
    140
  • 3
    Pedro Portela - Sporting
    137
  • 4
    Belone Moreira - Passos Manuel
    130
  • 5
    Yuriy Kostetsky - SC Horta
    117
  • 6
    Nuno Silva - Madeira SAD
    115
  • 7
    Pedro Solha - Sporting
    114
  • 1
    Nandinho - Boavista
    33
  • 2
    Vigário - Unidos Pinheirense
    30
  • 3
    Jander - SL Olivais
    28
  • 4
    Alessandro Patias - Benfica
    25
  • 5
    Márcio Moreira - Póvoa Futsal
    22
  • 6
    Fábio Cecílio - SC Braga
    22
  • 7
    Zé Marau - Unidos Pinheirense
    20
  • 1
    Luís Viana - Juventude Viana
    64
  • 2
    João Rodrigues - Benfica
    48
  • 3
    Gonçalo Alves - Oliveirense
    42
  • 4
    Nuno Araújo - Valongo
    40
  • 5
    Francisco Barreira - Sanjoanense
    38
  • 6
    Carlos Nicolia - Benfica
    35
  • 7
    Vítor Hugo Pinto - FCP / Império Bonança
    31

Resultados da Jornada

  • Santo Tirso
    29
  • 30
    Águas Santas / Milaneza
  • Sporting
    27
  • 20
    Xico Andebol
  • Benfica
    29
  • 27
    FC Porto
  • Belenenses / Delta
    26
  • 25
    Maia / ISMAI
  • SC Horta
    44
  • 34
    ABC / UMinho
  • Passos Manuel
    31
  • 25
    Madeira SAD
  • Benfica
    8
  • 1
    Rio Ave
  • Cascais
    5
  • 6
    Leões PS
  • Póvoa Futsal
    2
  • 5
    Boavista
  • Modicus
    5
  • 1
    Burinhosa
  • Unidos Pinheirense
    5
  • 1
    Belenenses
  • SC Braga
    4
  • 1
    SL Olivais
  • Fundão
    4
  • 4
    Sporting
  • Candelária
    4
  • 2
    Paço de Arcos
  • Oliveirense
    5
  • 3
    OC Barcelos
  • Carvalhos
    3
  • 2
    HC Turquel
  • Sanjoanense
    6
  • 3
    CD Póvoa
  • Juventude Viana
    3
  • 3
    Sporting
  • Benfica
    11
  • 3
    Tigres Almeirim
  • FCP / Império Bonança
    6
  • 6
    Valongo

Entrevistas

Notícias

    • Cabestany já conhece o Dragão Caixa

      cabestany_no_dragao_n
      26 Maio, 2015

      Depois do fim da temporada 2014/15, Tó Neves e Pedro Lopes darão o lugar que ocuparam, no comando técnico do Futebol Clube do Porto, aos catalães Guillém Cabestany (treinador principal) e Carles López (treinador adjunto). Renato Garrido será o único elemento da equipa técnica que se manterá no Dragão Caixa em 2014/15.

      Guillém Cabestany veio até ao Porto para conhecer a sua nova “casa”, o Dragão Caixa, e em declarações ao site oficial do FC Porto e ao Porto Canal, mostrou-se impressionado com as instalações e a grandeza do clube: “É um desafio enorme, porque há muito poucos treinadores que podem dizer que são profissionais nesta modalidade e que têm a oportunidade de treinar uma equipa grande e histórica como o FC Porto. Infelizmente, ainda falta algum tempo para começarmos a treinar, tenho muita vontade de começar a trabalhar!”

      Guillém Cabestany assinou um acordo válido para as próximas duas temporadas. Apesar de se mostrar motivado para lutar por títulos, diz não poder prometer nada, para já: “A prioridade é chegar ao primeiro jogo do campeonato o mais bem preparados possível e a cada semana queremos dar um passo à frente. Se tivermos esta mentalidade, acredito que a equipa jogará bem, ganhará muitos jogos e poderá estar perto dos títulos no fim da temporada. Há um caminho longo a percorrer, com jogadores muito jovens, temos que estar com os pés muito bem assentes na pista”

      (Foto: FCPorto.pt)

    • Benfica derrota Sporting, e conquista a “dobradinha”!

      (Foto: Mais Futebol)
      24 Maio, 2015

      O Benfica conquistou, nesta tarde de Domingo, a Taça de Portugal de Hóquei em Patins. Ao derrotar, na final disputada em Vila Franca de Xira, o Sporting por 3-0, a equipa liderada por Pedro Nunes conquistou a “dobradinha”!

      Os encarnados lideraram a partida de início ao fim, estando em particular destaque Guillém Trabal que, tal como o guarda-redes do Sporting e da Selecção Nacional, Âmgelo Girão, conseguiu uma excelente exibição. A falta de eficácia dos avançados sportinguistas, em contraste com a calma e insistência dos avançados benfiquistas, foram determinantes para determinar o resultado final.

      O marcador foi inaugurado por Carlos Nicolía bem perto do intervalo. Na 1ª parte, Girão já tinha defendido uma grande penalidade batida pelo avançado argentino, bem como uma recarga, de Valter Neves.

      No intervalo do jogo, o nervosismo levou a agressões entre os jogadores de ambas as equipas. O guarda-redes do Benfica, Pedro Henriques, e o avançado do Sporting, Tiago Losna, foram expulsos, mas outros jogadores estiveram envolvidos nesta situação lamentável.

      Na 2ª parte, as bolas paradas voltaram a ser determinantes: depois de Girão ver um cartão azul, por protestos, João Rodrigues bateu com sucesso o respetivo livre direto, enganando o “suplente” Zé Diogo.

      Na marcação de mais uma grande penalidade, Carlos Nicolía bisou, estabelecendo o resultado final, a cerca de 2min do final da partida.

      O “calor” dos acontecimentos no intervalo levou a que os responsáveis pela equipa de hóquei em patins do Sporting se negassem a entrar em campo, no final do jogo, para receber as medalhas de finalistas da Taça de Portugal.

    • E a Taça ficou na Roménia: ABC terminou o jogo com muitos protestos…

      ABC de Braga perde final da Challenge Cup

      À terceira final europeia, o ABC de Braga voltou a não ser feliz. A equipa viajou à Roménia com uma vantagem de quatro golos, que se revelou muito curta perante tantas adversidades. O Odorhei triunfou por 32-25 e conquistou a Taça Challenge.

      E até podemos começar pelo final, quando Humberto Gomes e Hugo Rocha aplaudiram a dupla de arbitragem da Macedónia. Com ironia, pois claro. Em alguns momentos do jogo, não foi nada bonito o que se passou em campo. Mas, enorme aplauso mereciam também os dois guarda-redes da equipa romena, especialmente Szilard Orban, com uma exibição memorável.

      Mas, vamos por partes. Entrou muito bem em jogo o ABC e a avaliar pelos primeiros minutos, não seria de esperar o desfecho que se seguiria. Fábio Vidrago deu a primeira liderança ao ABC (0-1) e aos cinco minutos de encontro, já o ABC comandava por 3-5. E até aos 15 minutos de jogo, a equipa de Braga conseguiu manter a vantagem de dois golos (7-9), o que os podia ter deixado mais tranquilos (eram já seis os golos de vantagem na eliminatória…).

      E, só aos 21 minutos, a equipa da casa se adiantou no marcador, pela primeira vez (11-10). Após o empate do ABC a onze golos, um dos lances mais caricatos do encontro: o Odorhei adiantou-se no marcador, em clara falta ofensiva (mão na cara de Pedro Seabra), e os árbitros não só validaram o golo, como ainda sancionaram Pedro Seabra com uma exclusão, que por mais que a transmissão da EHF repetisse o lance (e fê-lo várias vezes mesmo), foi impossível de entender.

      Pouco depois, Hugo Rocha também foi excluído e, em pouco tempo, o ABC já perdia por quatro golos (17-13), situação perigosa e, pior do que isso, a equipa começava a enervar-se muito.

      Ao intervalo, o ABC perdia por 18-15 e, agora sim, começava a temer-se o pior cenário. Um adversário muito forte fisicamente e uma equipa de arbitragem a deixar os portugueses à beira de um ataque de nervos, com algumas análises que deixaram muitas dúvidas.

      A segunda parte não podia ter começado pior para o ABC que a precisar de assentar o jogo, mostrava-se cada vez mais descontrolado. E, aos 34 minutos, a equipa romena estava, pela primeira vez, em vantagem na eliminatória (21-16), durante um parcial de 5-1 para o Odorhei , nos primeiros cinco minutos. Com 23-16 no marcador, Carlos Resende fez Bruno Dias render Humberto Gomes na baliza. Mas nada saía bem à equipa academista. David Tavares desperdiçou dos sete metros, João Paulo Pinto abanou a barra da baliza adversária e o fosso parecia cada vez mais intransponível.

      À entrada para os vinte minutos finais, por Nuno Grilo e Fábio Vidrago, o ABC reduzia para 23-18 e colocava-se a apenas um golo na eliminatória. Mas, nunca conseguiu ameaçar verdadeiramente o resultado. A dez minutos do final, 26-20 no marcador mas um parcial de 3-0 para os romenos sentenciou o marcador (29-20).

      No final, 35-22, num encontro que fica marcado por muita contestação da equipa do ABC face à equipa de arbitragem e, sobretudo, por muito nervosismo do ABC que não conseguiu reagir perante uma situação que lhe estava a ser adversa.

      Nuno Grilo, com seis golos, e João Paulo Pinto, com cinco, foram os melhores marcadores do ABC. Na equipa romena, Andrei Mihalcea, com nove golos, destacou-se como melhor marcador nesta final.

      À terceira final europeia, o ABC voltou a claudicar. No final, muita contestação de alguns jogadores e lágrimas de João Paulo Pinto, numa imagem desoladora, no culminar de uma época em que o ABC voltou aos palcos da Europa e voltou a ombrear com os ‘grandes’. Os adeptos da equipa só podem estar orgulhosos.

    • Benfica e Sporting na final, 21 anos depois!

      OLIVEIRENSE vs SPORTING - 2014/15 - JOGO - 2a MAO - QUARTOS DE FINAL - TACA CERS
      23 Maio, 2015

      A Taça de Portugal de Hóquei em Patins, cuja Final-Four se está a disputar em Vila Franca de Xira, já tem os finalistas definidos: 21 anos depois, SL Benfica e Sporting voltarão a encontrar-se na final!

      Benfica dá a volta ao Óquei de Barcelos

      O Óquei de Barcelos começou muito bem, quer a primeira, quer a segunda parte: os minhotos estiveram sempre em vantagem na partida, e só mesmo nos instantes finais é que o Benfica conseguiu, finalmente, passar para a frente do marcador, assegurando a vitória e a passagem à final.

      Luís Querido e João Guimarães deram a vantagem à equipa minhota, mas João Rodrigues (2 golos) e Tiago Rafael deram a resposta encarnada. Ao intervalo, o jogo estava empatado 1-1.

      Apesar da boa campanha que fez ao longo da temporada, o Óquei de Barcelos, orientado por Paulo Freitas, fica assim afastado da luta por um título, caindo, tal como na Taça CERS, nas meias-finais. Fica no entanto, a excelente imagem que esta equipa deu, frente a um Benfica que irá jogar pela “dobradinha”.

      Sporting mais eficaz frente à Oliveirense

      O jogo entre o Sporting e a UD Oliveirense foi um jogo de emoções, com os jogadores a darem tudo por tudo, de parte a parte, para marcarem presença na final da Taça.

      André Moreira abriu o ativo bem cedo, e Martín Montivero empatou a partida. Até ao intervalo, o Sporting teve em Ângelo Girão um verdadeiro muro intransponível, que impediu a Oliveirense de fazer mais golos: Gonçalo Alves desperdiçou um livre direto, e Albert Casanovas não conseguiu transformar uma grande penalidade.

      O Sporting entrou muito eficaz na segunda parte e, enquanto a Oliveirense ia rematando de todas as formas e feitios à baliza de Girão, o Sporting ia conseguindo ser eficaz, com André Moreira a bisar e André Pimenta a fazer o 1-3, batendo Diogo Almeida.

      O quarto golo do Sporting foi conseguido à custa de muita insistência: Diogo Almeida defendeu um livre direto, cobrado por Ricardo Figueira, após a expulsão com cartão azul de Gonçalo Alves, mas cometeu grande penalidade, ao defender sem stick. Daniel Oliveira “Poka” foi chamado a converter a grande penalidade, mas também não marcou.

      Seguiu-se a 10ª falta coletiva da Oliveirense, e Ricardo Figueira foi, e novo, chamado a converter o livre direto. Desta vez, no entanto, o capitão bateu Diogo Almeida, festejando efusivamente o golo que sentenciava, a cerca de 2min do final da partida, a presença do Sporting na final.

      Um pouco de História…

      A última ocasião em que tal aconteceu foi em 1993/94, numa altura em que a final tinha tido lugar em Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira, nos Açores, tendo na altura o Benfica goleado o Sporting por 11-3. Esta será a terceira ocasião em que os dois “grandes” de Lisboa se encontrarão numa final da Taça de Portugal, depois de 1979/80 e 1993/94.

      O jogo da final terá lugar neste Domingo, pelas 15:00h, e terá transmissão televisiva n’A BolaTV.

    • Benfica perto da final após vencer Fundão (3-6 após prolongamento)

      TACA DE PORTUGAL BENFICA FUNDAO
      23 Maio, 2015

      No primeiro jogo das meias-finais do Play-Off da Liga SportZone, a AD Fundão recebeu a formação do Benfica, no Pavilhão Municipal do Fundão.

      Os fundanenses estiveram a vencer até perto do fim mas, a 16 segundos do termo da partida, os encarnados empataram a contenda. No prolongamento, o conjunto orientado por Joel Rocha, aproveitando o desgaste físico dos homens da casa, acabaram por vencer, ficando a um passo da final da competição.

      Os golos dos beirões foram apontados por Anilton, Mário Freitas e Tiago Soares. Já os tentos das águias foram marcados por Patias (x2), Ré (x2), Rafael Henmi e Bruno Coelho.

      No próximo Sábado, o Benfica recebe a AD Fundão, em Lisboa. O segundo jogo da eliminatória irá disputar-se por volta das 15 horas e terá transmissão na RTP2.

    • FC Porto chega ao histórico hepta-campeonato em final emocionante

      FC Porto volta a festejar

      O FC Porto venceu o Sporting, no quinto e decisivo jogo, por 34-32 e sagrou-se campeão nacional. São já sete campeonatos consecutivos para a equipa azul-e-branca que festejou, no Dragão Caixa, mais um momento histórico, ao prolongar para mais um ano o recorde que já detinha.

      A equipa de Ljubomir Obradovic mantém a supremacia interna e, depois de conquistar a Supertaça, somou o segundo troféu da época.

      Mas, vendeu muito cara a derrota o Sporting. Foram precisos mais 80 minutos, com dois prolongamentos, para que o FC Porto conseguisse, finalmente, vergar o rival de Lisboa. Foi uma verdadeira ‘roleta-russa’ de emoções.

      A um início equilibrado, seguiu-se um FC Porto dominador. E, ao intervalo, já vencia por 15-12, numa primeira parte muito bem jogada. No segundo tempo, continuava melhor a equipa da casa, para gáudio da maioria dos espectadores, que lotaram o Dragão Caixa. O FC Porto chegou a estar a vencer por cinco golos, e a sete minutos do fim vencia por 25-22, e mais do que isso, parecia conseguir manter uma vantagem confortável há muitos minutos.

      Daí que poucos esperariam a reacção sportinguista que se seguiu. Uma defesa de Ricardo Candeias a um livre de sete metros (a 25-22) terá galvanizado a equipa e seguiu-se a recuperação. Já com o tempo esgotado, Fábio Magalhães, de livre de nove metros, mandou tudo para prolongamento, ao empatar o encontro a 25 golos.

      Mas se o FC Porto não se encontrava e não marcava há mais de sete minutos, o início de prolongamento não correu de feição. E o Sporting adiantava-se para 25-27, para fechar a primeira parte do prolongamento a vencer por 27-29. Mas, não é por acaso que o FC Porto chegava como ‘hexacampeão’ a esta final. E coração é coisa que não falta na equipa de Ljubomir Obradovic que, com cinco minutos pela frente, para resumir uma época, foi atrás do resultado, com a missão de resgatar uma vitória.

      Primeiro, empatou o encontro a 30 golos. E, no segundo prolongamento, venceu a partida, o jogo e a época.

      O capitão do FC Porto, Ricardo Moreira, foi o melhor marcador do encontro, ao apontar dez golos. No Sporting, Fábio Magalhães, com nove golos, Pedro Spínola e Pedro Portela, com sete golos cada, destacaram-se no ataque leonino.

      SC Horta termina em 5º lugar e espera pelo ABC para ir à Europa

      O SC Horta foi à Maia impor-se por 29-30, ao Águas Santas e conseguiu terminar no quinto lugar, relegando a equipa da casa para o sexto lugar. Isto depois de terem empatado o primeiro jogo, nos Açores, a 27 golos.

      As duas equipas já tinham garantido a posição de cabeças-de-série nos 1/16 de final da Taça de Portugal, na próxima época. Mas, este ano, o quinto lugar pode valer uma passagem para a Europa.

      Feitas as contas finais, o FC Porto vai à Liga dos Campeões, o Sporting à Taça EHF, ABC e Benfica vão à Taça Challenge. No entanto, em caso de sucesso do ABC no jogo deste Domingo, na Roménia, na grande final europeia, a equipa de Braga vai abrir mais uma vaga para a competição europeia, que será para o quinto lugar, arrancado a ferros pelo SC Horta, que fica agora a torcer pela conquista do ABC.

      O Passos Manuel surpreendeu o Madeira SAD e termina a época no sétimo lugar, relegando os insulares para a oitava posição.

    • Festa da Taça de Portugal, em Vila Franca de Xira!

      cartaz_tportugal_2015_640
      22 Maio, 2015

      Vai ser já neste fim-de-semana de 23 e 24 de Maio, que o Pavilhão José Mário Cerejo, em Vila Franca de Xira, vai acolher mais uma edição da Final-Four da Taça de Portugal de Hóquei em Patins (Séniores Masculinos).

      O “cartaz” do evento é o seguinte:

      Sábado, 23 de Maio de 2015

      15:00h OC Barcelos – SL Benfica

      17:00h UD Oliveirense – Sporting CP

      Domingo, 24 de Maio de 2015

      15:00h Final

      O SL Benfica é o atual detentor do troféu, depois de ter derrotado, na final da temporada passada, o FC Porto, em Turquel. As quatro equipas presentes nesta Final-Four já ergueram o troféu por diversas ocasiões: SL Benfica (14 vezes: 1963/64, 1977/78, 1978/79, 1979/80, 1980/81, 1981/82, 1990/91, 1993/94, 1994/95, 1999/00, 2000/01, 2001/02, 2009/10 e 2013/14), Sporting (4 vezes: 1975/76, 1976/77, 1983/84, 1989/90), Óquei de Barcelos (4 vezes: 1991/92, 1992/93, 2002/03 e 2003/04) e UD Oliveirense (3 vezes: 1996/97, 2010/11, 2011/12);

      Todos os jogos terão transmissão, em direto, n’A Bola TV.

    • Campeonato decide-se na ‘negra’, após vitória tangencial do Sporting (Vídeo)

      Sporting conseguiu empatar a eliminatória (Foto: Sporting.pt)

      Quem apoiou a introdução do modelo dos ‘play-offs’, não poderia esperar melhor desfecho para este campeonato nacional de andebol. Após vitória do Sporting, por 25-24, tudo empatado na luta pelo título e o campeonato decide-se, no próximo sábado, no Dragão Caixa, no quinto e decisivo jogo.

      O FC Porto esteve a vencer, por 2-0, mas o Sporting aguentou a pressão e conseguiu igualar a eliminatória. Até agora, disputados quatro encontros, as duas equipas souberam aproveitar o factor-casa, o que poderá decidir o campeonato. A última vantagem pertence ao FC Porto, que esta época apenas perdeu no Dragão Caixa frente ao ABC de Braga. Do outro lado, estará um Sporting que não vence no pavilhão portista há 15 anos.

      Como foi o quarto jogo da Final

      No jogo de Odivelas, emoção de princípio até ao fim quando o ex-FC Porto Pedro Spínola não aceitou perder o estatuto de campeão nacional e desfez o empate, nos últimos instantes.

      Antes disso, muita emoção. Começou melhor o Sporting, mas Ricardo Moreira deu a primeira vantagem ao FC Porto, a chegar a meio da primeira parte (5-6). Manteve a vantagem o FC Porto, que conservou até ao intervalo (11-12).

      No segundo tempo, Ricardo Candeias assumiu a baliza, quando o Sporting cedia por 12-15, e as contas ficaram mais difíceis para o FC Porto. Exibição notável do guarda-redes dos ‘leões’. Quase a entrar nos dez minutos finais, Bruno Moreira colocou o Sporting na frente (19-18) e depois foi um ‘tira-teimas’, até ao final de encontro. Tanto equilíbrio, que só podia dar empate. Contas fechadas, com uma igualdade a 22 golos e o jogo a decidir-se no prolongamento.

      No final dos cinco minutos, o momento do jogo. João Ferraz foi infeliz quando acertou com a bola nos dois postes da baliza de Candeias e na resposta, Fábio Magalhães bateu Alfredo Quintana e empatou a 24 golos. Na segunda parte do prolongamento, Pedro Spínola fez o 25º golo e, apesar de estar em superioridade numérica, o FC Porto não conseguiu materializar essa vantagem em golo, com Cuni Morales (tremenda exibição) a permitir a defesa a Ricardo Candeias.

      Alfredo Quintana e Ricardo Candeias estiveram exímios nas balizas das duas equipas e merecem grande nota de destaque nesta partida. No ataque, Cuni Morales, com nove golos, esteve com a mão quente e foi o melhor marcador. No Sporting, Frankis Carol, com cinco golos, destacou-se no ataque leonino.

      O campeonato decide-se no próximo sábado, com o encontro a iniciar-se às 18h00, no Dragão Caixa.

      Vejam um pequeno resumo do encontro, com imagens da Sporting TV e reportagem do FC Porto:

Free mockups