• No próximo domingo é a grande festa do futebol americano 
(Imagem: Kristen Fischer)

    Histórias porque não vai querer perder o Super Bowl

  • França elimina campeã do Mundo Espanha

    Qatar 2015: França afasta campeã Espanha e vai à final com … o Qatar (Vídeos)

  • Sporting empatou com o FC Porto na 1ª volta

    Sporting antevê dificuldades no Dragão Caixa

  • 20141004 - FC PORTO - CANDELARIA SC

    “O mais importante são os três pontos”, diz Vítor Hugo

Melhores Marcadores

  • 1
    Pedro Cruz - Águas Santas / Milaneza
    167
  • 2
    Pedro Sequeira - Passos Manuel
    117
  • 3
    Pedro Solha - Sporting
    112
  • 4
    Belone Moreira - Passos Manuel
    112
  • 5
    Pedro Portela - Sporting
    109
  • 6
    Gilberto Duarte - FC Porto
    99
  • 7
    Yuriy Kostetsky - SC Horta
    98
  • 1
    Nandinho - Boavista
    23
  • 2
    Alessandro Patias - Benfica
    19
  • 3
    Jander - SL Olivais
    19
  • 4
    Vigário - Unidos Pinheirense
    18
  • 5
    Fábio Cecílio - SC Braga
    17
  • 6
    Liléu - Fundão
    17
  • 7
    Márcio Moreira - Póvoa Futsal
    16
  • 1
    Luís Viana - Juventude Viana
    42
  • 2
    João Rodrigues - Benfica
    34
  • 3
    Nuno Araújo - Valongo
    27
  • 4
    Francisco Barreira - Sanjoanense
    25
  • 5
    Gonçalo Alves - Oliveirense
    22
  • 6
    Filipe Bernardino - Tigres Almeirim
    21
  • 7
    Carlos Nicolia - Benfica
    19

Resultados da Jornada

  • Santo Tirso
    22
  • 24
    Belenenses / Delta
  • FC Porto
    27
  • 19
    Madeira SAD
  • Xico Andebol
    23
  • 31
    Maia / ISMAI
  • Benfica
    27
  • 20
    Águas Santas / Milaneza
  • Passos Manuel
    27
  • 28
    SC Horta
  • Sporting
    31
  • 29
    ABC / UMinho
  • Fundão
    0
  • 0
    Burinhosa
  • SC Braga
    0
  • 0
    Benfica
  • SL Olivais
    0
  • 0
    Leões PS
  • Modicus
    0
  • 0
    Póvoa Futsal
  • Sporting
    0
  • 0
    Rio Ave
  • Unidos Pinheirense
    0
  • 0
    Cascais
  • Belenenses
    0
  • 0
    Boavista
  • Oliveirense
    5
  • 6
    FCP / Império Bonança
  • CD Póvoa
    2
  • 4
    Valongo
  • Paço de Arcos
    9
  • 2
    Sanjoanense
  • Sporting
    6
  • 2
    Tigres Almeirim
  • Candelária
    5
  • 5
    Carvalhos
  • HC Turquel
    1
  • 5
    Benfica
  • OC Barcelos
    4
  • 2
    Juventude Viana

Entrevistas

  • Entrevistas, FA Portugal, NFL
    Sábado, Janeiro 24th, 2015
    Jogador português de futebol americano entre os melhores jovens do mundo
  • Entrevistas
    Quarta-feira, Dezembro 3rd, 2014
    Foto: "Alberto Fernandes, ZeroZero"
    Jander: “Estou a viver um dos melhores momentos da minha carreira”
  • Entrevistas
    Quinta-feira, Setembro 4th, 2014
    Entrevista a Vasco Sousa: ”Os novos Renegades estão esfomeados por surpreender o Futebol Americano em Portugal”

Notícias

    • Histórias porque não vai querer perder o Super Bowl

      No próximo domingo é a grande festa do futebol americano 
(Imagem: Kristen Fischer)
      31 Janeiro, 2015
      NFL

      Os fãs de futebol americano já contam os dias até 1 de Fevereiro, data da maior final desportiva americana.
      O Super Bowl, a grande final da NFL, vai opor Seattle Seahawks e New England Patriots na luta pelo desejado troféu Vince Lombardi. Este ano, a grande final do futebol americano terá lugar no deserto de Arizona, onde os fãs da bola oval espalhados por todo o planeta esperam assistir no domingo a um jogo verdadeiramente memorável de futebol americano.

      E não faltam razões para não se perder a final do próximo domingo, e se dúvidas existissem o Modalidades apresenta-lhe dez histórias porque não pode deixar de ver o 49º Super Bowl:

      - Duelo entre os melhores de toda a época

      Nenhuma das 32 equipas sem serem os dois finalistas registaram melhor performance

      Pelo segundo ano consecutivo, independente de quem seja o vencedor da final máxima da NFL, a equipa que levantar o desejado troféu de campeão terá a melhor campanha do total de vitórias na soma de todos os jogos desde a fase regular. Isto porque, os dois finalistas e vencedores das suas respectivas conferências, Seattle Seahawks e New England Patriots somam, incluindo os playoffs, um registo entre o número de vitórias e derrotas de 14-4, todas as outras equipas da liga perderam pelo menos cinco vezes em 2014/2015. Mas apesar da história recente, o facto dos dois melhores se encontrarem na grande final não é algo tão comum assim, aconteceu apenas três vezes nas últimas duas décadas.

      - Tom Brady: O jovem menosprezado que se pode tornar o melhor de sempre

      Tom Brady, no próximo domingo será o primeiro quarterback titular a jogar seis Super Bowls. Brady vencedores por três vezes do troféu de campeão construíu um verdadeira dinastia no futebol americano. E 10 anos depois do último título tem de novo oportunidade de entrar no clubes de jogadores míticos como Terry Bradshaw e Joe Montana como vencedores de quatro troféus de campeão.

      Porém há 14 anos atrás poucos viam em Brady capacidades para atingir o nível dos melhores da modalidade, os olheiros nos seus relatórios sobre o quarterback da Universidade de Michigan, descreviam-no como não tendo o corpo ideal para um jogador da suia posição na liga.
      Contudo, aquele jogador selecionado apenas na sexta ronda do Draft conseguiu lutar e aguardar por uma oportunidade e, quando esse momento chegou os Patriots construíram uma das maiores hegemonias da modalidade.

      - Russell Wilson: O caçador de lendas

      Russell Wilson já venceu grandes nomes da elite da NFL como Brady, Brees, Manning, Rodgers
      (ESPN.com)

      O baixinho que contra todas as previsões trouxe uma nova vida para a equipa de Seattle. Com o seu talento e mobilidade levou os Seahawks a construir um ataque explosivo e temível aos olhos até das melhores defesas, ao ponto de Russell Wilson ser visto como uma das maiores futuras estrelas da NFL.
      Prova desse talento de Russell Wilson é o facto de já ter realizado 10 partidas contra QBs campeões do Super Bowl e não ter perdido nenhum jogo, inclusive ganhou (no único jogo entre ambos) ao camisa 12 dos Patriots em 2012, por 24 a 23.

      E depois de no Super Bowl do ano passado ter liderado os Seahawks a vencer os Broncos do já mítico Peyton Manning, Wilson tem agora por a frente o outro quarterback que juntamente com Manning tem marcado a última geração. Se os Seahawks conseguirem sair vencedores no domingo, o seu quaterback poderá afirmar que conseguiu fazer aquilo que até agora ninguém se atreveu a imaginar: Vencer por dois anos consecutivos o Super Bowl perante os dois melhores jogadores dos últimos 10 anos.
      Para além disso pode ainda entrar na história da NFL, se conseguir vencer será o primeiro quarterback a ganhar dois títulos no Super Bowl nos seus três primeiros anos na Liga.

      - O triunfo dos rejeitados de Seattle

      O treinador dos Seahawks, Pete Carroll, nas últimas duas temporadas tem conseguido montar uma equipa forte, sólida e unida. Para além da qualidade adquirida no Draft (como Russell Wilson, Richard Sherman, Kam Chancellor ou Malcolm Smith), nenhuma equipa da NFL terá conseguido retirar melhor partido dos jogadores livres (free agents).

      Mas Pete Carroll fez ainda mais que isso, ao ponto da equipa de Seattle ser constituída por um variado número de jogadores que nem foram escolhidos no seu Draft, Ou seja, jogadores importantes para jogo dos actuais campeões como Doug Baldwin, Ricardo Lockette, Jermaine Kearse ou Mike Morgan nenhum deles conseguiu convencer nenhuma das outras 32 equipas a contrata-los.

      Dos 53 jogadores do plantel da equipa de Seattle, 22 são atletas não foram escolhidos no draft.
      A fórmula de Pete Carroll vem dando certo, os jogadores dizem que cada um tem a sua hipótese de mostrar o seu valor. E é com esse espírito que os Seahawks vão para Arizona, no 1º dia de fevereiro, em busca do bicampeonato.

      - A consagração de Bill Belickick

      A dupla Belichick e Brady revolucionou a NFL (Gretty)

      Apesar de alguns episódios obscuros, Bill Belichick revolucionou a NFL com a sua criatividade e estratégia. Conhecido pelo seu estilo pragmático, fechado e frio, o homem que tornou uma equipa pouco conhecida de Boston, numa máquina de vitórias tem de novo a oportunidade de igualar um outro treinador mítico, Chuck Noll (dos Steelers), com um recorde de quatro títulos de campeão.
      Belickick com Tom Brady como quarterback iniciou uma nova hegemonia, conquistando os títulos de 2001, 2003 e 2004. Domingo procura ganhar e calar todos os críticos que o acusam só de ganhar ilicitamente (em referência ao caso Spygate e mais recentemente o caso Deflategate).

      - Vingança do Treinador dos Seahawks

      Poucos são aqueles que facilmente se recordam quem foi o último técnico dos New England Patriots antes do lendário e polémico Bill Belichick, mas no próximo domingo a equipa de Bostin irá enfrentar o seu antigo treinador. Pete Carroll, hoje treinador do Seattle Seahawks, foi o antecessor de Belichick.

      O actual treinador dos Seahawks não foi feliz durante a sua passagem por New England (NY Post)

      No seu primeiro ano no comando dos Patriots, Pete Carroll venceu 10 jogos e comandou a sua equipa ao título de divisão. A equipa venceu um jogo nos playoffs, mas foi eliminada pelos Steelers na semifinal da Conferência Americana.
      Em 1998, 9 vitórias, mais uma vaga nos playoffs, porém com não passaram da derrota primeira ronda dos playoffs. No ano seguinte, o último de Carroll nos Patriots, a equipa venceu só 8 jogos e não se apurou para os palyoffs.

      Pete Carroll depois de treinar Jets e Patriots abandonou a NFL e dedicou-se a NCAA futebol americano universitário (NCAA), onde treinou a universidade de USC, tendo vencido dois títulos em nove temporadas. Dez anos depois foi convidado pelos Seahawks e regressou à NFL. E o resto é história.

      - Árbitro da grande final sobreviveu a grave doença

      Vinovich já esteve no Super Bowl XLVII como assistente            (USA Today)

      Bill Vinovich será o responsável por arbitrar a grande final do próximo domingo, algo que marca e distingue a carreira de qua,quer árbitro da modalidade. Mas a vida de Vinovich é muito mais marcante que isso. Árbitro desde 2001, inicialmente como juiz lateral foi em 2004 foi promovido a árbitro principal. Contudo, no ano de 2007 viu a sua carreira interrompida por causa de um grave problema cardíaco.

      Após anos de tratamentos, o seu médico deu-lhe autorização para voltar ao activo, Vinovich voltou a arbitrará um jogo como juiz principal em 2012, na vitória por 26 a 23 dos Lions sobre os Eagles, em Philadelphia. O árbitro do 49º Super Bowl já arbitrou dois jogos dos Patriots e dois dos Seahawks, em todos os finalistas sairam como vencedores.

      - A Besta que odeia falar aos jornalistas

      Aos 28 anos, Lynch tem sido a principal peça do ataque dos Seahawks desde que chegou à equipa em 2010. A sua força física, o número de jardas corridas e de touchdowns impressionam e fazem do jogador da equipa de Seattle um dos mais temidos running backs da liga.
      Mas o jogador dos actuais campeões da NFL tem algo muito peculiar na sua personalidade: não gosta de dar entrevistas. Marshawn Lynch chegou até a ser multado antes da final do ano passado por não ter aparecido para falar com os jornalistas.

      Nesta temporada, o “Beast Mode” chamou a atenção após a vitória sobre o Carolina Panthers, ao responder a todas as perguntas com “Eu sou grato”. E noutra ocasião limitou-se a afirmar sucessivamente “Yeah” perante todas as questões dos vários jornalistas no fim do jogo (o melhor é ver o vídeo).

      E este ano no dia dedicado às conferências de impressa para o Super Bowl, a estrela dos Seahawks fez questão de avisar que apenas estaria presente para não correr o risco de voltar a ser multado pela organização da liga.

      - O reencontro entre Sherman e Brady

      No último jogo entre as duas equipas os ânimos aqueceram (NY Daily News)

      O último jogo entre Patriots e Seahawks ficou marcado pelas fortes provocações da estrela da defesa de Seattle dirigidas ao quarterback da equipa de New England.
      Sherman, conhecido pelas suas vibrantes declarações nos finais dos jogos, mal o jogo da vitória dos Seahawks sobre os Patriots terminou, correu aos gritos na direcção de Tom Brady até este se dirigir para o seu balneário.
      Mais tarde, o sempre polémico Richard Sherman, cornerback dos Seattle Seahawks, em conferência de impressa, explicou o porquê daquela polémica com o quarterback Tom Brady. Segundo o número 25 dos Seahawks, Tom Brady terá passado todo o jogo a provocar de forma arrogante os seus adversários e por isso teve de “pagar da mesma moeda”.
      Brady nunca afirmou qualquer palavra sobre o caso, mas no próximo domingo poderá responder a Sherman, isto se este o deixar.

      - Katy Perry e Lenny Kravitz as estrelas do Half-Time

      Katy Perry no MTV Europe Awards em 2008 (DailyMail)

      O Super Bowl não conta apenas com as duas melhores equipas da NFL disputando o título máximo da temporada. Todos os anos, nos intervalos deste evento, um grande show é produzido para entreter os espectadores. E são várias as estrelas da música que marcaram presença na grande final dos EUA, desde Michael Jackson, Madonna, The Who e mais recentemente Bruno Mars foram algumas das atracções que já participaram no famoso Show do Intervalo do Super Bowl.

      Para este ano, durante a partida entre Seattle Seahawks e New England Patriots, o grande nome da noite será a cantora pop Katy Perry. Além dela, Lenny Kravitz também fará participação especial, a exemplo da banda Red Hot Chili Peppers no ano passado.

    • Qatar 2015: França afasta campeã Espanha e vai à final com … o Qatar (Vídeos)

      França elimina campeã do Mundo Espanha
      30 Janeiro, 2015

      Numa meia-final de campeões, foi a campeã da Europa, em 2014, França, a vencer a campeã do Mundo de 2013, Espanha, e apurar-se para a grande final, do próximo domingo.

      Vitória dos franceses, por 26-22, num excelente encontro de andebol. A França esteve quase sempre na frente e, ao intervalo, já vencia por 18-14. Durante o segundo tempo, os campeões do Mundo ainda reagiram e estiveram perto de empatar a partida, intento sempre negado pela astuta defesa gaulesa.

      Nos minutos finais, a França voltou a dilatar o marcador para garantir a presença na final.

      Num encontro em que o melhor jogador do Mundo, Nikola Karabatic, marcou o golo 1000 ao serviço da seleção francesa, foi outro o “herói” da partida.

      Thierry Omeyer, o guarda-redes francês de 38 anos esteve intratável e voltou a ser eleito o MVP no jogo da França. Com 20 defesas (e 48% de eficácia) perante alguns dos melhores jogadores do Mundo, Omeyer foi decisivo nesta meia-final, com algumas duplas-defesas de antologia.

      Michaël Guigou, com cinco golos, foi o melhor marcador da partida, a par dos espanhóis Joan Cañellas e Cristian Ugalde, também com cinco golos.

      Na final, a França enfrenta a grande surpresa da prova, o anfitrião Qatar. A seleção de Valero Rivera afastou a Polónia, por 31-29 e torna-se a primeira seleção não Europeia numa final de um Campeonato do Mundo.

      Tal como nos quartos-de-final com a Alemanha, também a Polónia terminou o encontro com  queixas da equipa de arbitragem. os polacos foram mais longe e “despediram-se” com este aplauso irónico à dupla de arbitragem:

      Certo é que o Qatar está na final e continua a apresentar uma equipa extremamente organizada, sem nunca perder a concentração, mesmo quando a Polónia liderouo marcador, nos 20 minutos inaugurais da partida. Depois, o Qatar virou o encontro a seu favor e, ao intervalo, já venciam por 16-13.

      No segundo tempo, a seleção da casa liderou sempre, até confirmar a vitória inédita e o passaporte para a grande final.

      Kamalaldin Mallash foi o melhor marcador na seleção qatari, com seis golos.

      Mas foi o polaco Michal Jurecki o melhor marcador do encontro, com oito golos.

      O guarda-redes do Qatar, Danijel Saric, foi eleito o melhor em campo e voltou a ser decisivo, com algumas defesas fenomenais. Como esta:

    • Sporting antevê dificuldades no Dragão Caixa

      Sporting empatou com o FC Porto na 1ª volta
      30 Janeiro, 2015

      O “jogo grande” da 17ª Jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em patins está agendado para este Sábado, às 15:00h, no Dragão Caixa.

      Frente-a-frente estarão Futebol Clube do Porto e Sporting Clube de Portugal, dois “históricos” da modalidade em Portugal. Desde que regressou ao primeiro escalão, o Sporting nunca ganhou no Dragão Caixa e foi, até, goleado nas duas últimas temporadas. No entanto, esta temporada, os leões empataram com os dragões em Livramento, por 2-2.

      Mesmo com o empate na primeira volta, o Sporting não prevê facilidades na deslocação até à Cidade Invicta…

      “Nunca é fácil jogar no Dragão Caixa porque o FC Porto é um candidato ao título e terá o público a favor mas vamos estar preparados, cientes das dificuldades que vamos ter de ultrapassar”, sublinhou o guarda-redes internacional Ângelo Girão à Sporting TV.

      “É a deslocação mais complicada que vamos ter até final porque vamos encontrar um candidato ao título e que é muito forte em casa. Esperamos um jogo intenso”, salientou Ricardo Figueira, capitão do conjunto ‘verde e branco’.

      “Vamos defrontar um adversário difícil que luta pelo título. É uma equipa com palmarés, bem orientada e com bons jogadores, mas vamos apresentar a mesma identidade e forma de jogar, com atitude, entrega, raça e disciplina táctica para tentar vencer”, concluiu o técnico Nuno Lopes.

      O jogo entre o FC Porto e o Sporting será disputado no Dragão Caixa, neste Sábado, a partir das 15:00h, e terá a habitual transmissão televisiva em direto, no Porto Canal. Os árbitros nomeados para este encontro são José Pinto e Joaquim Pinto.

    • “O mais importante são os três pontos”, diz Vítor Hugo

      20141004 - FC PORTO - CANDELARIA SC
      30 Janeiro, 2015

      Desde que o Sporting regressou à 1ª Divisão Nacional do Hóquei em Patins, nunca os leões ganharam no Dragão Caixa. No entanto, na primeira volta do campeonato, as duas equipas empataram (2-2) no Pavilhão do Livramento, nos arredores de Mafra.

      A equipa orientada por Tó Neves quer manter a invencibilidade caseira contra o Sporting, e essa ideia é referida por Vítor Hugo Pinto, na antevisão ao jogo da 17ª Jornada: “É um grande clássico do hóquei e sabemos que temos de ganhar o jogo e que já não há margem de erro. Só pensamos na vitória, mas não em forma de vingança. É um clássico e é para ganhar, independentemente da diferença de golos. O mais importante são os três pontos”, declarou Vítor Hugo ao Porto Canal.

      E continuou, fazendo uma análise da diferença de pontos das duas equipas na tabela classificativa: “A diferença de 12 pontos entre FC Porto e Sporting talvez seja exagerada, pois a qualidade das duas equipas não é assim tão distinta. De qualquer forma, não podemos fazer nada quanto a isto e só pensamos em vencer os nossos jogos”.

      O jogo entre o FC Porto e o Sporting será disputado no Dragão Caixa, neste Sábado, a partir das 15:00h, e terá a habitual transmissão televisiva em direto, no Porto Canal. Os árbitros nomeados para este encontro são José Pinto e Joaquim Pinto.

      Resultados das últimas temporadas (jogos para o campeonato, disputados no Dragão Caixa):

      2013/14 FC Porto 11-2 Sporting CP

      2012/13 FC Porto 12-0 Sporting CP

    • Os melhores anúncios do Super Bowl 2015

      O jogo entre Seattle Seahawks e New England Patriots deve ser visto por mais de 110 milhões de espectadores
      30 Janeiro, 2015
      NFL

      O Super Bowl é a grande final de futebol americano dos EUA, mas a final de um dos desportos nacionais nos EUA é marcada por muito mais que apenas o jogo entre os dois finalistas.

      E uma das coisas mais esperadas a cada ano no Super Bowl são os anúncios que aparecem durante as transmissões de um dos eventos mais vistos mundialmente.

      Mais do que a decisão do campeonato, o Super Bowl é o momento do ano mais aguardado pelas agências de publicidade e também pelas grandes companhias, dispostas a gastar grandes quantias de dinheiro para elaborar e inserir no concorrido intervalo do grande jogo os seus anúncios. Trinta segundos de publicidade no maior evento desportivo de maior audiência televisiva no mundo, depois da final do Mundial da FIFA custaram este ano quatro milhões de dólares.

      Veja alguns deles:

      NFL contra a violência doméstica: “Nunca Mais”

      Este ano um dos anúncios será direccionado para alertar consciencias. Abalada com as denúncias de violência doméstica nesta temporada, a NFL lançou uma campanha contra a violência doméstica, que vai ser emitido durante o Super Bowl, tornou-se viral nas redes.

      A campanha “No More” procura alertar as vítimas que não chegam a denunciar a situação em que vivem. Porquê no Super Bowl? Nos últimos tempos, vieram a público vários casos de violência doméstica protagonizados por jogadores da NFL.

      Data Stash

      A famosa e sempre polémica Kim Kardashian aparece num divertido anúncio de uma companhia de telecomunicações móveis.

      Carl’s Jr (censurado)

      A rede de fast food Carl’s Jr este ano espera cativar os seus consumidores com uma bela mulher sensualizando com um hambúrguer gigantesco na mão. No anúncio deste ano a estrela é a modelo Charlotte McKinney, que anda aparentemente nua pela rua e atrai as atenções de todos os homens. O comercial foi banido da TV norte-americana por ser considerado muito sexualmente apelativo.

      Snickers

      O actor Danny Trejo, conhecido pelos seus papéis de de durão imita Marcia Brady nm clássico comercial dos anos 1970.

      BuzzFeed e Purina 

      Neste anúncio, destinado à marca Friskies, um gato mais velho ensina a um felino mais novo como é vivido o estranho ritual chamado Super Bowl.

      Victoria’s Secret

      Para quem espera ver modelos em lingeri esbanjando sensualidade não  encontrará o que procura? Desta vez, os anjos exibem os seus atributos a jogar uma partida de futebol americano, acompanhada de uma mensagem recordando aos casais que o dia dos namorados está chegando. A modelo brasileiro Adriana Lima é a quarterback da equipe da Victoria’s Secret.

      Dove

      Este anúncio da Dove é destinado à linha de produtos da marca voltada para o público masculino. A relação entre pai e filhos é o grande mote do anúncio.

      Mercedes-Benz

      O clássico da corrida entre a lebre e a tartaruga ganhará uma nova versão neste anúncio da Mercedes-Benz.

      Pepsi

      Responsável por patrocinar o show de intervalo do Super Bowl, a Pepsi revela a cantora Katy Perry preparando os detalhes da sua exibição no grande jogo.

      Bud Light

      Uma aventura como se o PacMan fosse na vida real, com o relato de Bruce Buffer, comentador oficial de UFC.

      Toyota 

      Num dos dois anúncios da marca neste Super Bowl, é exaltado o poder de superação de uma mulher, que usa duas pernas mecânicas.

      Lexus 

      O anúncio  divulga o novo modelo NX da marca de automóveis. Numa mistura de um jogo de luzes.

      Skittles

      É apenas um teaser do anúncio da marca, nele os homens de uma cidade têm apenas o braço direito musculoso. O resto por agora fica para imaginação.

       Pizza Hut

      Campanha de “sem deixar as bordas” da pizza Hut de fora. Protagonizado pelo treinador de futebol americano Rex Ryan e o quarterback Tony Romo.

      Budweiser

      O lema do anúncio é “Não seja sacana”, uma forma persuasiva de manter os consumidores da conhecida marca de cervejas fiéis

      Kia Sorento

      No anúncio da Kia, Pierce Brosnan, antigo 007 é convocado para uma missão onde as explosões são fogo de artifício.

       BMW i3

      O anúncio da BMW é sobre o seu novo modelo eléctrico e uma comparação da evolução da modernidade 21 anos depois.

      Lucy Pet Foundation

      Um jogo de futebol americano entre cães e gatos serve de mote para a campanha de uma instituição de defesa dos animais.

    • Pedro Nunes: “Óquei de Barcelos foi a única equipa que roubou pontos ao Benfica”

      Pedro Nunes, treinador do Benfica (Foto: Pedro Alves / Photoreport.in)
      30 Janeiro, 2015

      Em declarações à BenficaTV, o treinador da equipa de Hóquei em Patins dos encarnados, Pedro Nunes, deixou no ar a ideia de que a sua equipa, apesar de ser líder do campeonato, não poderá facilitar, já que “o Barcelos é um bom adversário, a única equipa que até agora roubou pontos ao Benfica esta época no Campeonato Nacional. É uma equipa bem orientada, bem organizada e que sabe defender cada momento do jogo. Portanto, é um adversário difícil”, anteviu.

      “O Benfica tem vindo de excelentes resultados, excelentes exibições mas estou certo de que isso não conta para as contas futuras. O foco principal está no próximo jogo com o Barcelos. Só um grande Benfica pode vencer este Barcelos. E só o forte apoio dos nossos adeptos pode facilitar a nossa tarefa”, alertou o treinador.

      O jogo tem a sua hora de início agendada para as 19:00h, e será arbitrado pelos lisboetas Luís Peixoto e Miguel Guilherme. Terá transmissão em direto, na BenficaTV.

    • Paulo Freitas: “Entrega Total”

      (foto: DR)
      30 Janeiro, 2015

      Neste fim-de-semana, o Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em patins terá dois jogos “grandes”: o FC Porto – Sporting, no Dragão Caixa, e o SL Benfica – Óquei de Barcelos, na Luz, ambos a contar para a 17ª Jornada.

      O jogo da Luz reveste-se de especial importância, pois o Benfica não pode cometer deslizes, sob pena de ter o FC Porto “à perna”; Já o Óquei de Barcelos, a fazer uma boa temporada, vai querer fazer tão bem ou melhor do que o empate conseguido em Barcelos, num jogo polémico da primeira volta.

      Em declarações ao blogue “Best Hóquei”, Paulo Freitas afirma que será um complicado e difícil para o conjunto minhoto.

      “Jogo tremendamente difícil que a minha equipa vai ter contra o líder do campeonato e uma das melhores equipas do mundo. Adversário com um plantel muito equilibrado, quer em qualidade quer em quantidade. Penso que será um bom jogo de Hóquei, em que o Benfica se apresenta como favorito, não nos custando a nós absolutamente nada admitir tal facto.”

      Sobre o jogo da primeira volta que ditou um empate a cinco bolas em Barcelos, o técnico do Óquei acredita que não existe jogos iguais e garante que os seus atletas não irão para a pista com o pensamento em jogos anteriores.

      “Não existem jogos iguais, pelo que entraremos em pista com a estratégia definida, esquecendo o resultado da 1ª volta, que já é passado. Tal como vem sendo habitual a nossa entrega será total.”

      O jogo tem a sua hora de início agendada para as 19:00h, e será arbitrado pelos lisboetas Luís Peixoto e Miguel Guilherme. Terá transmissão em direto, na BenficaTV.

    • Open da Austrália: Djokovic afasta campeão Wawrinka

      Djokovic e Wawrinka
      30 Janeiro, 2015

      Em mais um duelo intenso e muito disputado,  Novak Djokovic afastou o campeão em título, Stanislas Wawrinka. Tal como em 2013 e 2014, também 2015 marcou o frente-a-frente entre Djokovic e Wawrinka, no Open da Austrália. Desta vez, levou a melhor o sérvio, número um mundial, mas uma vez mais, após cinco “sets” (7-6, 3-6, 6-4, 4-6 e 6-0).

      Verdade seja dita, o encontro não foi tão bem disputado como nas duas anteriores edições, em que os jogadores foram aos limites, proporcionando dois dos melhores embates de sempre. Desta vez, nenhum dos tenistas se apresentou ao seu melhor nível e o menor fulgor físico de ambos espelhou ainda um ténis mais errático.

      Apesar de tudo isso, foi um encontro muito equilibrado, até ao “set” final, em que Djokovic desequilibrou, claramente, a balança. Refira-se, no entanto, que apesar do equilíbrio expresso no marcador, Djokovic pareceu estar sempre na melhor posição para vencer o encontro e rumar à final.

      Novak Djokovic vai jogar a quinta final do Open da Austrália, um torneio que venceu as quatro finais disputadas (2008, 2011, 2012, 2013). Duas dessas finais frente a Andy Murray, que volta a estar do outro lado da rede.

      O excelente registo de Djokovic, na Austrália, é antagonista do de Murray. É que o escocês estará pela quarta vez na final, em Melbourne, mas nunca venceu a prova e nem tem o melhor dos registos frente a Djokovic, com quem partilha uma bonita amizade. Dos 23 encontros disputados até agora, Djokovic venceu por 15 vezes e Murray apenas oito.

      Andy Murray tem, no entanto, um fator positivo para se motivar para esta final. É que os dois títulos do Grand Slam conquistados foram frente a Novak Djokovic.

      Andy Murray, apesar de estar no sexto lugar do ranking mundial, provou neste torneio estar num excelente momento de forma, bem acima do que o ranking poderá sugerir. Em forma e motivado, Murray será, certamente, um adversário à altura de Djokovic, que só mostrou debilidades nesta semi-final, depois de um verdadeiro “passeio” nas últimas duas semanas, em Melbourne.

Free mockups