• portugal

    Futsal: Seleção Nacional entra a vencer no EURO 2016

  • Nuno Grilo com mais uma excelente exibição para o ABC

    ABC de Braga vence Benfica a uma jornada do fim

  • FC Porto

    Primeiros movimentos para 2016/2017

  • scphoquei

    Esquecido o fantasma de São João

Melhores Marcadores

  • 1
    Pedro Cruz - Águas Santas / Milaneza
    192
  • 2
    Pedro Sequeira - Passos Manuel
    140
  • 3
    Pedro Portela - Sporting
    137
  • 4
    Belone Moreira - Passos Manuel
    130
  • 5
    Yuriy Kostetsky - SC Horta
    117
  • 6
    Nuno Silva - Madeira SAD
    115
  • 7
    Pedro Solha - Sporting
    114
  • 1
    Nandinho - Boavista
    33
  • 2
    Vigário - Unidos Pinheirense
    30
  • 3
    Jander - SL Olivais
    28
  • 4
    Alessandro Patias - Benfica
    25
  • 5
    Márcio Moreira - Póvoa Futsal
    22
  • 6
    Fábio Cecílio - SC Braga
    22
  • 7
    Zé Marau - Unidos Pinheirense
    20
  • 1
    Luís Viana - Juventude Viana
    64
  • 2
    João Rodrigues - Benfica
    48
  • 3
    Gonçalo Alves - Oliveirense
    42
  • 4
    Nuno Araújo - Valongo
    40
  • 5
    Francisco Barreira - Sanjoanense
    38
  • 6
    Carlos Nicolia - Benfica
    35
  • 7
    Vítor Hugo Pinto - FCP / Império Bonança
    31

Resultados da Jornada

  • Santo Tirso
    29
  • 30
    Águas Santas / Milaneza
  • Sporting
    27
  • 20
    Xico Andebol
  • Benfica
    29
  • 27
    FC Porto
  • Belenenses / Delta
    26
  • 25
    Maia / ISMAI
  • SC Horta
    44
  • 34
    ABC / UMinho
  • Passos Manuel
    31
  • 25
    Madeira SAD
  • Benfica
    8
  • 1
    Rio Ave
  • Cascais
    5
  • 6
    Leões PS
  • Póvoa Futsal
    2
  • 5
    Boavista
  • Modicus
    5
  • 1
    Burinhosa
  • Unidos Pinheirense
    5
  • 1
    Belenenses
  • SC Braga
    4
  • 1
    SL Olivais
  • Fundão
    4
  • 4
    Sporting
  • Candelária
    4
  • 2
    Paço de Arcos
  • Oliveirense
    5
  • 3
    OC Barcelos
  • Carvalhos
    3
  • 2
    HC Turquel
  • Sanjoanense
    6
  • 3
    CD Póvoa
  • Juventude Viana
    3
  • 3
    Sporting
  • Benfica
    11
  • 3
    Tigres Almeirim
  • FCP / Império Bonança
    6
  • 6
    Valongo

Entrevistas

Notícias

    • Futsal: Seleção Nacional entra a vencer no EURO 2016

      portugal
      4 Fevereiro, 2016

      A nossa seleção venceu esta tarde na arena de Belgrado na Sérvia a Eslovénia por esclarecedores 6-2 e garante desde já o apuramento para os quartos de final da competição.

      Na primeira parte as seleções anularam-se, prova disso foi que ambas cometeram 6 faltas. Ora, a Eslovénia marcou primeiro, não merecia, mas Fábio Cecílio tratou de repor a igualdade no encontro num lance de bola parada. E como quem tem Ricardinho tem tudo, tem mesmo tudo, o segundo golo de Portugal no jogo é uma pequena obra de arte, com o lançamento de linha lateral e depois o mágico de calcanhar esquerdo fez não uma mas… duas ” cuecas ” e marcou o 2-1 dando uma vantagem justa a Portugal.

      Os eslovenos não esmoreceram e com alguma sorte, e falha de marcação defensiva, chegaram ao 2-2 num lance em que todos os jogadores lusos estavam a dormir…o jogador esloveno não estava e bateu Vítor Hugo sem apelo nem agravo. Na segunda parte a Eslovénia veio confiante e conseguiu anular as investidas de Ricardinho e companhia. Mas essa situação durou pouco já que Ricardinho voltou a fazer das suas e de livre direto fez o 3-2 e colocou Portugal numa situação confortável no jogo. Puskar, guarda-redes esloveno foi dos melhores em campo mas não conseguiu segurar o 4-2 por Cary, na sequência de um pontapé de canto, com este golo Jorge Braz sentiu que o jogo estava ganho e foi já com a Eslovénia em 5×4 que Ricardinho, quem mais, aproveitou um deslize do guarda redes avançado esloveno e com a baliza aberta fez o 5-2 e o seu terceiro golo no jogo, somando assim 102 na sua conta pessoal ao serviço da seleção.

      Ora, a 2 minutos do final, Vhurovec foi expulso deixando a sua equipa com 4 jogadores em campo, situação que se mantém durante 2 minutos ou a sua equipa sofrer um golo, foi o que sucedeu. Fábio Cecílio a 59 segundos do fim fez o 6-2.

      Este resultado é muito importante porque a Sérvia, equipa da casa, goleou esta mesma Eslovénia por 5-2 e em caso de igualdade na próxima partida com a seleção portuguesa, basta um empate a Portugal para garantir o 1º lugar do grupo. Portugal entrou assim da melhor maneira neste UEFA Futsal euro 2016.

    • ABC de Braga vence Benfica a uma jornada do fim

      Nuno Grilo com mais uma excelente exibição para o ABC
      4 Fevereiro, 2016

      Num encontro muito bem, disputado, o ABC de Braga venceu o Benfica, por 29-37, e garantiu, pelo menos, o terceiro lugar, no final da Fase Regular. Para já, a equipa de Braga está na segunda posição do campeonato, superando na classificação Sporting e Benfica.

      Clique aqui para um bónus de 200 euros com a 10 Bet!

      A uma jornada do final, o ABC tem tudo para terminar na segunda posição, uma muito disputada fase regular. Para isso, terá que vencer (ou empatar) em Fafe. Em caso de derrota, o ABC apenas será superado se o Benfica vencer o dérbi com o Sporting, no pavilhão nº2 da Luz. Garantido está já que ficará à frente do Sporting, ou seja, um lugar entre os três primeiros.

      A classificação nesta fase é particularmente importante, na discussão do ‘play-off’. E o ABC pode, desde já, celebrar o facto de apenas poder encontrar o FC Porto, heptacampeão nacional e líder incontestado do campeonato, numa hipotética final. Ao contrário de Benfica e Sporting que vão lutar no próximo sábado para evitar o quarto lugar no campeonato, que ditará um provável embate com os ‘dragões’ nas meias-finais.

      Nesta jornada, o ABC aproveitou o factor-casa para vencer o Benfica, e isolar-se na vice-liderança, que estava a dividir com as ‘águias’. Após um início mais equilibrado, o ABC começou a fugir no marcador, numa vantagem que chegou a ser de três golos. Sobre o intervalo, o Benfica reduziu para a margem mínima (17-16). No reatar do encontro, o Benfica ainda empatou, mas o ABC voltou a encontrar o ascendente do encontro, disparando no marcador para uma vantagem de que chegou a ser de cinco golos (24-19).

      Na parte final do encontro, a emoção voltaria ao marcador, quando o Benfica encostou para 28-27. Com a posse de bola e a menos de dois minutos do final, Hugo Rocha não perdoou e sentenciou o resultado. Nuno Grilo, com sete golos, foi o melhor marcador do encontro, seguido por Hugo Rocha (6) e Pedro Seabra (5). No Benfica, os pontas estiveram em evidência, com o jovem Davide Carvalho a apontar cinco golos e João Pais, quatro.

      FC Porto mantém pleno a uma jornada do fim

      Nos outros encontros da jornada, o FC Porto manteve a invencibilidade, somando a 21ª vitória consecutiva, após derrotar a Artística de Avanca (29-23). Também o Sporting regressou às vitórias, impondo-se, confortavelmente, ao Maia-Ismai, por 39-22. Com esta vitória, o Sporting colou-se ao Benfica na terceira posição, que vai discutir na última jornada.

      O Madeira SAD derrotou o Belenenses, por 36-30, e garantiu a quinta posição no campeonato. Numa das surpresas da jornada, o Águas Santas perdeu, em casa, com o Passos Manuel, por 28-29. Também o Sporting da Horta perdeu, em Fafe, pela margem mínima (27-26), descendo à zona de despromoção, por troca, precisamente, com o AC Fafe.

      Contas finais da 21ª Jornada

      A uma jornada do final da primeira fase do campeonato, o FC Porto lidera incontestavelmente, com mais oito pontos do que o segundo, o ABC de Braga. Dois pontos atrás, seguem Sporting e Benfica.

      Arrumada está a questão de quinto e sexto classificados, entregues a Madeira SAD e Águas Santas, respectivamente.

      O Passos Manuel subiu à sétima posição, em troca com a Artística de Avanca. Garantiram já o acesso ao ‘play-off’ de apuramento de campeão, mas estão separados apenas por um ponto, podendo haver ainda nova troca. Na última jornada, a Artística recebe o Madeira SAD e o Passos Manuel também joga em casa mas com o FC Porto.

      Fechado ficou também o ‘play-off’ das equipas que vão discutir a manutenção. Maia-Ismai, AC Fafe, Sporting da Horta e Belenenses encerram a classificação.

    • Primeiros movimentos para 2016/2017

      FC Porto
      1 Fevereiro, 2016

      Enquanto no futebol estamos, hoje, a assistir às últimas movimentações para o que resta desta época, no hóquei em patins começa-se a preparar, por estes dias, a próxima. Não estranhe. É um hábito na modalidade, começado na Catalunha e implementado desde há poucas épocas em Portugal. O sucesso da época seguinte começa a meio da temporada transacta.

      Nos três grandes, o Sporting é o que tem mexido mais, o que também não é de admirar, já que a época não tem corrido de feição ao leão. O Benfica tem passeado em Portugal e na Europa e o FC Porto, em grande na Liga Europeia, está a sete pontos do líder ao nível interno mas tem demonstrado um hóquei muito dinâmico, consistente e a progredir jornada após jornada. Por isso a ligação com o técnico Cabestany foi, na passada semana, prolongada até 2018.

      O técnico catalão não deverá fazer grandes alterações a um plantel que já foi pensado a longo prazo aquando da sua construção. Os únicos rumores chegam para a baliza. Com uma possível saída do mítico Edo Bosch – esta época com poucos minutos, tendo cedido o seu posto ao antigo ‘eterno suplente’ Nélson Filipe -, o também catalão Carles Grau, actualmente no Vic, é o nome apontado à baliza azul e branca, sendo ainda uma possibilidade e não uma certeza.

      As certezas estão, por enquanto, em Alvalade. Com a entrada de José Trindade – ex-director do rival Benfica – na estrutura, não tardou o início da renovação de um plantel que tem vindo  a ser, época após época, alterado. E se as contratações para a presente temporada deixaram a desejar tendo em conta os objectivos definidos, as aquisições para a época 2016/2017 parecem adequar-se aos intentos de lutar ombro a ombro com Benfica, FC Porto e Oliveirense pelo título nacional. Pedro Gil – já abordado na época passada por parte do director leonino Gilberto Borges mas sem sucesso – regressa a Portugal depois de várias temporadas em Itália, estando actualmente no Forte dei Marmi, campeão transalpino em título.

      Mas o contingente catalão não se fica por aqui. Do Vendrell vêm o técnico Guillém Pérez e o defesa/médio Sergi Miras. O primeiro está numa fase primária da carreira em termos de seniores e a época nem lhe tem corrido a 100%, tendo falhado o apuramento para a Taça do Rei – reservado aos oito primeiros do campeonato no final da primeira volta – mas conseguindo o apuramento para os quartos-de-final da Liga Europeia. Já Sergi Miras dispensa apresentações no mundo do hóquei, contando com passagens pelo HC Liceo e FC Barcelona.

      Por último, um português. Caio, actualmente na Oliveirense, irá reforçar o grupo de trabalho de Alvalade mas ao que tudo indica sem encontrar o seu irmão Poka que se prepara para ser emprestado. Ricardo Figueira e Tiago Losna são as outras saídas confirmadas. O primeiro deverá pendurar os patins e o segundo ainda não tem futuro definido. O técnico Nuno Lopes irá continuar na estrutura, ficando a orientar os sub20.

      Na Luz, pouco fumo e, provavelmente, pouco fogo. Tendo em conta o sucesso da presente época e a boa forma de todos os elementos do plantel de Pedro Nunes, dificilmente deverá haver qualquer alteração.

    • Esquecido o fantasma de São João

      scphoquei
      31 Janeiro, 2016

      Para os que já faziam parte do plantel na época passada, jogar em São João da Madeira não é uma partida qualquer. É o regressar ao local que marcou o início do pequeno pesadelo das derrotas. Foi no rinque da Sanjoanense que, na época passada, um Sporting em estado de graça começou a cair a pique no nível das exibições e nos resultados, contribuindo e muito para o quinto lugar que alcançou no campeonato transacto.

      Esta época, o início filme não era muito diferente. O mau período começou bem mais cedo é certo mas, ainda assim, os leões contavam com quatro vitórias consecutivas antes desta jornada, pairando de novo o fantasma de São João, aquele que poderia, mais uma vez, terminar com o estado de graça leonino. Mas o final desta película não foi igual ao da época passada, com os verde e brancos a alcançarem uma vitória tranquila por 6-0.

      Centeno (minuto cinco) e Viana (minuto 16) fizeram os tentos do primeiro tempo, ao passo que Cacau (minutos cinco e oito), Losna (minuto 18) e novamente Centeno (minuto 20) marcaram na etapa complementar.

      No próximo fim-de-semana o conjunto de Nuno Lopes joga uma importante cartada europeia, com a deslocação a Itália para defrontar o Sarzana em jogo da primeira mão dos quartos-de-final da Taça CERS.

    • Muito azul e azuis

      Porto Canal
      31 Janeiro, 2016

      Como já se esperava em Vale de Cambra, foi azul a mais para a equipa da casa. E como também se esperava tendo em conta a dupla de arbitragem composta por Paulo Raínha e Cláudia Rego, foram azuis a mais para tão calmo encontro. Ou não fosse das duplas de arbitragem que mais bolas paradas assinala e cartões azuis mostra no campeonato. Muito rigor na mostragem de cartões mas pouco rigor na qualidade da arbitragem, como tem sido hábito por parte dos dois minhotos – principalmente por parte de Cláudia Rego.

      O Cambra cedeu por 1-7. Ao intervalo eram tantos os golos quanto as vezes que o cartão azul foi mostrado. Quatro golos forasteiros marcados por Gonçalo Alves (minutos 8 e 14, este de livre directo), Nalo García (minuto 12) e Alvarinho (minuto 24 de livre directo). Cartolina azul mostrada quatro vezes, duas para cada lado.

      No segundo tempo, os azuis ficaram-se pela metade, nos cartões. Nos golos, o FC Porto marcou três. Jorge Silva (minuto 14) e Vítor Hugo (minuto 19 e 24, este de livre directo). Dani marcou o tento de honra dos visitados ao minuto 22, de livre directo, quando o resultado já se encontrava em 6-0.

      Segue-se o compromisso europeu frente aos italianos do Breganze, no Dragão Caixa, na última jornada da fase de grupos. Um jogo que pouco conta para os portugueses, já com o apuramento e liderança da série garantidos.

      AZUL Reinaldo “Nalo” Garcia 10′ 2ªP

    • Líder em fase tranquila

      transferir
      31 Janeiro, 2016

      Se tudo correr de acordo com a teoria, depois dos ventos mais agitados dos grandes jogos quer para o campeonato quer para a Liga Europeia, a calmaria chegou à Luz. Uma fase em que os encarnados defrontam equipas de um nível bem inferior e que por isso esperam vencer sem grandes dificuldades, ainda que seja muitas vezes nestes momentos que as crises começam, quando menos se espera. Esta semana a formação de Pedro Nunes visitou Braga e venceu o Hóquei Clube local por 8-3, mantendo a liderança e a vantagem de sete pontos sobre o FC Porto no campeonato.

      Ainda sem João Rodrigues, a contas há praticamente dois meses com uma lesão, tem sido Jordi Adroher o substituto do internacional português no interior das áreas contrárias e também na lista de marcadores. No Minho, o catalão marcou três tentos, os mesmos que o outro habitual matador benfiquista, Nicolia.

      Ao intervalo os forasteiros já venciam por 3-0 (Nicolia de livre directo e Jordi Adroher por duas vezes) e na segunda parte foram os bracarenses a abrir o marcador pelo stick da jovem promessa Gonçalo Meira. Miguel Rocha aumentou para 1-4, Rúben Sousa reduziu de livre directo mas Miguel Rocha voltou a insistir nos festejos e dilatou para 2-5. Ângelo Fernandes colocou o placard novamente em dois golos de diferença e a partir de então só deu Benfica, com mais dois tentos de Nicolia e um de Adroher, de livre directo.

      Próximo compromisso encarnado será na Luz, frente aos franceses do Mérignac, em jogo da última jornada da fase de grupos da Liga Europeia. Ao Benfica só a vitória interessa para confirmar o primeiro lugar na série.

    • Taça de Portugal: Sporting tirou o campeão da luta

      Sporting eliminou o ABC de Braga
      30 Janeiro, 2016

      Vitória arrasadora do Sporting na Taça de Portugal, frente ao actual detentor do troféu, o ABC de Braga. Em Almada, o Sporting impôs-se com uma vitória por 38-24, num encontro de sentido único.

      Clique aqui para um bónus de 200 euros com a 10 Bet!

      Apenas três dias após o ABC conquistar a segunda vitória da época frente ao Sporting, os protagonistas voltaram a encontrar-se mas com o confronto mais desequilibrado dos três e, desta vez, a favorecer o Sporting.

      O início do jogo acabou por ditar o desenrolar do encontro. O ABC entrou mal na partida, perante um Sporting muito mais convicto do que na quarta-feira. Tudo conjugado, o Sporting abriu uma vantagem confortável desde muito cedo, num encontro mais fácil do que os ‘leões’ estariam à espera.

      A equipa do ABC, ainda sem Nuno Rebelo e Ricardo Pesqueira, apresentou-se com menor fulgor e uma defesa mais permissiva. Do outro lado, o Sporting mostrava-se arrasador e com um muito inspirado Frankis Carol, que marcou 14 golos e foi um verdadeiro quebra-cabeças para a defesa bracarense, foi dilatando as diferenças. Ao intervalo, o Sporting já vencia por 16-8.

      No segundo tempo, a toada do encontro manteve-se, com o Sporting a não deixar margens para dúvidas quanto ao vencedor. Do outro lado, Carlos Resende foi dando minutos por todo o plantel e chegou a alinhar com cinco jogadores, de idade ainda júnior, simultaneamente (Emanuel Ribeiro, Carlos Martins, Diogo Branquinho, André Gomes e Oleksandr Nekrushets). Destaque para André Gomes, ainda com 17 anos, a apontar quatro golos, numa exibição bastante destemida.

      O ABC está, assim, fora da Taça de Portugal, competição que conquistou na última época. O Sporting, semi-finalista da última época, segue agora para os quartos-de-final, onde já está também o FC Porto que eliminou o CDE Camões, da segunda divisão, na última quinta-feira (23-36).

    • Milagre de Federer? Fã em cadeira de rodas levantou-se para celebrar um ponto (Vídeo)

      Roger Federer perdeu meia-final com Djokovic
      29 Janeiro, 2016

      Já lhe chamam o milagre de Roger Federer! Aconteceu durante o entusiasmante embate entre Federer e o número um mundial Novak Djokovic.

      Clique aqui para um bónus de 200 euros com a 10 Bet!

      Depois de um domínio absoluto nos dois ‘sets’ inaugurais de Djokovic, o suíço, sempre muito amado pelos fãs, começava a dar mostras de uma recuperação. Durante o terceiro ‘set’, Federer jogava, finamente, o seu melhor ténis e começava a encostar o sérvio. E foi no sexto jogo do terceiro ‘set’ que Federer consumou essa recuperação, ao quebrar, pela primeira vez no encontro, o serviço do número um mundial.

      Num momento em que já estava melhor do que o adversário, da raquete do suíçi, saiu um ponto extraordinário. Daqueles pontos levantar um estádio… E foi o que aconteceu, inclusive, um homem numa cadeira de rodas.

      Veja o momento ‘milagroso’, aos 11 segundos deste vídeo:

Free mockups